• Da Redação

Vereador Daniel Alves destaca leitura incompleta de um ofício do TCE sobre o Complexo Administrativo


A denuncia ocorreu nesta quinta (21), quando um ofício do Tribunal de Contas sobre o estabelecimento foi lido em partes e, em seguida, a sessão foi encerrada





Foto: Reprodução


Mais uma polêmica aconteceu na Câmara dos Vereadores do Jaboatão dos Guararapes em relação ao Complexo Administrativo, alvo de denuncias sobre possível caso de superfaturamento. Na última quinta-feira (21/11), o líder da oposição, o vereador Daniel Alves, destacou aos parlamentares que a leitura de um ofício do Tribunal de Contas a respeito de um relatório sobre o estabelecimento foi lido, em partes, pelo vereador Nando Ceres.


"Eles pularam a leitura desse ofício e iam encerrar a sessão sem mostrar aos parlamentares. E quando o secretário Nando Ceres foi ler, percebi que o documento estava grifado, ou seja, não estava fazendo a leitura completa, tornando público aquilo de interesse próprio", denunciou. 


Foto: Reprodução


#maisjaboatao #jaboatãodosguararapes #política #denúncia #vereador



O presidente da Câmara, o vereador Adeíldo da Igreja, falou que Daniel Alves estava obstruindo a sessão e, em seguida, encerrou.  "A população e os demais vereadores tinham o direito de saber o que estava no documento, na íntegra. E não em partes. O presidente, mais uma vez, tenta enganar o povo e defender o prefeito Anderson Ferreira e a maldade que ele faz", protestou Daniel.


Alves completou ainda que essa atitude do presidente da Câmara foge do regimento e, por isso, a Comissão de Ética foi acionada no momento, presidida pelo vereador Pastor Joselito. Além disso, solicitou uma cópia do documento ao TCE.


O portal Mais Jaboatão está à disposição da Assessoria de Imprensa do  vereador Adeíldo da Igreja, do vereador Nando Ceres, do vereador Pastor Joselito e da Câmara do Jaboatão dos Guararapes caso queiram enviar uma nota sobre o assunto


#maisjaboatao #jaboatãodosguararapes #política #denúncia #vereador

1 visualização