• Da Redação

Tartaruga e moreia são encontradas mortas na praia de Piedade

De acordo com o biólogo e militar da reserva Robson Garrido, o aparecimento de animais mortos nas praias de Jaboatão tornou-se cena recorrente



Do G1 PE

Foto: Robson Garrido/Acervo pessoal


Uma tartaruga-verde e uma moreia foram encontradas mortas na praia de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, nesta terça-feira (16). Os dois animais estavam na areia e foram encontrados por pessoas que caminhavam no local durante a manhã.


De acordo com o biólogo e militar da reserva Robson Garrido, o aparecimento de animais mortos nas praias de Jaboatão tornou-se cena recorrente. Em dezembro de 2020, uma tartaruga de 60 quilos foi encontrada morta na areia da praia, no bairro de Candeias.

"As pessoas acreditam que seja apenas poluição e esgoto nos mares, mas, como esses são animais muito grandes, dificilmente vai ser apenas o esgoto. A principal suspeita dos biólogos é sobre as redes que são abandonadas no mar, bem como outros resíduos maiores, como plásticos e lixos", afirmou.


Nas imagens registradas por Garrido nesta terça-feira (16), é possível ver a tartaruga e a moreia em estado de decomposição. De acordo com o biólogo, os dois animais estavam a uma distância de 500 metros um do outro.


"O problema das redes e do lixo é muito sério porque até um tubarão, por exemplo, respira debaixo d'água, mas precisa nadar. Se ele não nadar, não vai conseguir tirar o oxigênio da água para sobreviver. Então, quando ele fica preso em uma rede ou em meio ao lixo e não pode nadar, ele também morre afogado, por incrível que pareça", contou o biólogo.


Ainda segundo ele, algo parecido acontece com as tartarugas-marinhas. "Ela é um réptil, mas ela respira o oxigênio fora da água, diferente dos peixes. Ela tem pulmões, então ela precisa subir para respirar. Assim, da mesma forma que o tubarão, ela também precisa se movimentar para não morrer", disse.


O Núcleo de Monitoramento de Animais Marinhos e Silvestres (Moama) de Jaboatão dos Guararapes informou que a moreia foi fisgada por anzol de pesca.


"Já a tartaruga-marinha, uma fêmea da espécie verde, com 39 kg, aparentemente, foi vítima de rede de arrasto (prática proibida por legislação ambiental), mas isso não podemos afirmar com certeza devido ao avançado estágio de decomposição do animal", disse a prefeitura, em nota.

Desova de tartarugas

De acordo com Garrido, as praias de Jaboatão dos Guararapes constituem um importante local para o nascimento de novas tartarugas na Região Metropolitana do Recife.


"Diferente do que acontece em Boa Viagem e no Pina, por exemplo, as areias das praias de Jaboatão não são tão remexidas frequentemente. Isso protege o nascimento das tartarugas", explicou.


#maisjaboatao #jaboatãodosguararapes #meioambiete #tartaruga #piedade #animalmarinho

3 visualizações