• Da Redação

Suspeitos de homicídios são presos em Jaboatão

Edilson e Gilson foram encaminhados para audiência de custódia e levados para o Centro de Triagem em Abreu e Lima (Cotel), no Grande Recife


Da Folha de Pernambuco


Preso dois homens suspeitos de realizarem homicídios na comunidade de Coquinhos, em Cajueiro Seco, Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife.


De acordo com o delegado titular da 13ª Delegacia de Homicídios, Cláudio Neto, o suspeito Edilson José Filho, que não teve a idade revelada, estava sendo investigado pela Polícia Civil de Pernambuco por um homicídio realizado no dia 28 de abril contra Denilson do Nascimento Gomes. O homem foi encontrado na manhã da última quinta-feira (2), tomando café em uma padaria do mesmo bairro.


“Ao recebemos a informação de onde ele estava, eu entrei em contato com o delegado Fábio Lacerda e fomos ao local juntos. Chegando lá, autuamos o homem e verificamos que ele estava portando uma faca. No trajeto até a delegacia, notei que ele apresentava um sangramento nas mãos, mas ele afirmou que havia se cortado na noite anterior”, afirmou.


Ainda segundo o delegado Cláudio Neto, ao chegar à delegacia de Cajueiro Seco, o delegado Fábio Lacerda, que participou da prisão de Edilson, foi acionado pela força tarefa para um novo homicídio que teria acontecido minutos antes da prisão de Edilson. “De início, acreditávamos que aquele novo fato teria acontecido por disparo de arma de fogo, mas foi confirmado o uso de arma branca no homicídio. Então, o delegado e eu concluímos que Edilson seria o autor do homicídio de Moisés da Silva Santana, minutos antes de ser preso”.


O delegado contou também que Edilson confessou o crime e não demostrava nenhum arrependimento. “Batava ele beber e não ir com a cara de alguém que ele matava”, disse. Ainda no mesmo dia da prisão de Edilson, a polícia prendeu também Gilson Marcelino da Silva Filho, de idade também não revelada, que segundo o delegado, acompanhava Edilson e tinha participação em todos os homicídios. “No primeiro caso, quem atirou foi Edilson, mas quem instigou toda a briga foi Gilson. Já no homicídio do dia 2, ambos utilizaram facas e uma garrafa para matar a vítima”.


Edilson e Gilson foram encaminhados para audiência de custódia, onde foi determinada a prisão preventiva por homicídio e os suspeitos foram levados para o Centro de Triagem em Abreu e Lima (Cotel), no Grande Recife.


Foto: Divulgação/Polícia Civil

#maisjaboatao #jaboatao #policia #prisão #homicídio #cajueiroseco

2 visualizações