• Da Redação

Protesto dos caminhoneiros também tem baixa adesão em PE

De acordo com o Ministério da Infraestrutura, nenhum ponto de retenção foi registrado nas rodovias federais e o fluxo de veículos segue tranquilo



Do LeiaJá

Foto: Divulgação


Longe do protesto de 2018, que estabeleceu 11 dias de greve e uma crise de desabastecimento, a manifestação dos caminhoneiros desta segunda-feira (1º) não contou com a adesão suficiente em Pernambuco. De acordo com o Ministério da Infraestrutura, nenhum ponto de retenção foi registrado nas rodovias federais e o fluxo de veículos segue tranquilo.


Reunidos próximo à fábrica da Vitarella, em Jaboatão dos Guararapes, os profissionais recebem apoio do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo (Sindipetro PE/PB). Um café da manhã foi organizado às margens da BR- 101 para debater sobre as pautas da manifestação. A organização não informou a quantidade de condutores no local, mas confirmou que a rodovia está livre.


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) também confirma que não há registro de interdição no Estado e monitora o fluxo das rodovias no Brasil. Representantes da categoria já haviam garantido que nenhuma via seria fechada a princípio.


Os caminhoneiros ameaçam uma nova greve para cobrar pela redução do PIS/Cofins sobre o óleo diesel, o aumento e cumprimento da tabela do piso mínimo do frete, o BR do Mar, sobre cabotagem, aposentadoria especial para o setor, um marco regulatório do transporte, respeito à jornada de trabalho e maior fiscalização da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), entre outras pautas.


#maisjabpatao #jaboatãodosguararapes #caminhão #protesto


0 visualização