• Da Redação

Procon-PE realiza pesquisa inédita de carnes, queijos e presuntos

Levantamento foi realizado em 14 estabelecimentos da Região Metropolitana do Recife (RMR)




Da Assessoria de Imprensa

Foto: Divulgação


Procon PE/Carnes


O Procon Pernambuco realizou uma pesquisa inédita. Desta vez o órgão de defesa do consumidor levantou os preços de carnes bovina, suína e de frango, além de queijos e presuntos. O documento vem para ajudar o consumidor na hora da compra. O levantamento foi realizado em 14 estabelecimentos da Região Metropolitana do Recife (RMR).

A pesquisa demonstra que o mesmo produto pode chegar à diferença percentual de 182,97%, como é o caso da carne moída de segunda. O quilo da peça pode ser encontrado por R$ 11,98 e R$ 33,90. Ainda nas carnes bovinas, o quilo da picanha pode ser adquirido por R$ 31,99 e em outro estabelecimento por R$ 78,99. Uma diferença de 146,92%. Já na carne suína a maior diferença é na bisteca com osso, 114,37%. O consumidor pode encontrar o quilo por R$ 29,99 e R$ 13,99.


Quando a pesquisa vai para as partes do frango, o preço do fígado é o mais salgado. Uma diferença percentual de 167,21%. O quilo do produto pode ser adquirido por R$ 4,30 e, em outro supermercado, pode ser encontrado por R$ 11,49. Na parte de frios o queijo manteiga é o que apresenta maior diferença percentual, 167,22% e o presunto de peru, uma diferença de até 94,67%.


O Procon pesquisou 25 cortes de carnes bovina, cinco de carne suína, 12 cortes de frango, cinco tipos de queijos e dois de presunto. O diferencial da pesquisa do órgão de defesa do consumidor é que neste levantamento é possível identificar o preço de cada item por estabelecimento, com o nome dos locais e endereços onde o produto encontra-se mais acessível. A pesquisa pode ser encontrada no site do Procon: www.procon.pe.gov.br.


#maisjaboatao #jaboatãodosguararapes #proconpe #ficalização #consumidor #pernambuco

2 visualizações