• Da Redação

População ignora recomendação para evitar aglomerações em Jaboatão

De acordo com a Prefeitura, a determinação do município é para que os moradores permaneçam em isolamento e cumpram as medidas básicas de saúde




Da Rádio Jornal

Foto: Wellington Lima/ JC Imagem


O movimento na Feira de Cavaleiro, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, nesta quarta-feira (25) era grande. Jovens, adultos e até idosos circulavam normalmente pelo local, ignorando o decreto do governo do estado para evitar aglomerações e as orientações de órgãos de saúde para manter a distância mínima de 1,5 m.


De acordo com a Secretaria de Saúde de Jaboatão, a determinação do município é para que os moradores permaneçam em isolamento e cumpram as medidas básicas de saúde. Mas a população parece que ainda não se conscientizou sobre a necessidade de ficar em casa. 


A secretária municipal de Saúde, Zelma Pessoa, explica quais atitudes podem ser tomadas para evitar aglomerações. “Estamos tomando medidas mais importantes colocando nossos agentes nas ruas para conscientizar as pessoas e se medidas mais duras forem necessárias, em determinado momento, precisarão ser tomadas”, disse.

Na feira foi possível observar também que as condições de higiene são precárias, cenário propício para disseminação do novo coronavírus. 


Segundo a secretária, a Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes está realizando o serviço de limpeza na cidade para impedir a transmissão do vírus. Ela detalha o esquema montado nas feiras. “Houve uma restrição no funcionamento da feira de 8h às 14h. Todos os bares e lanchonetes de dentro do mercado público foram fechados e deixados funcionando apenas as bancas referentes à comercialização de itens alimentícios. O mercado sofre a higiene total uma vez por semana, foi intensificado isso, e também fizemos uma campanha educativa com os permissionários para cuidar da higiene dos seus boxes”, disse.


Em relação ao funcionamento de algumas lojas da cidade como equipadoras de som e oficinas mecânicas, a secretária afirmou que outras medidas serão tomadas. “As nossas equipes estão indo a cada um desses estabelecimentos mostrando o risco de sanção jurídica se eles se mantiverem infringindo o decreto estadual”, alertou a secretária, lembrando que o decreto do Governo de Pernambuco prevê multa e até prisão para quem descumprir as medidas. 


#maisjaboatao #jaboatãodosguararapes #coronavírus #covid19 #saúde #prevenção

8 visualizações