• Da Redação

Operação de Emergência Sanitária Carnaval 2021 garante tranquilidade

Ao todo, participaram 1.983 postos das polícias Militar, Civil e Corpo de Bombeiros nessas operações





Da Assessoria de Imprensa

Foto: Divulgação


A Operação de Emergência Sanitária Carnaval 2021, que integra as forças de segurança em Pernambuco, realizou 5.323 fiscalizações desde a última sexta-feira (12), quando foi desencadeada. Por desobedecerem e até resistirem às orientações de agentes públicos, 37 pessoas foram conduzidas para delegacias. Três pessoas foram da Região Metropolitana (sendo 2 na capital e 1 em São Lourenço da Mata) e os demais casos ocorreram no interior. O balanço contabiliza ações até às 2h da madrugada de hoje (quarta-feira, 17). As ações se estenderão até às 2h da madrugada desta quinta-feira (18).

“Ao todo, empregamos 1.983 postos das polícias Militar, Civil e Corpo de Bombeiros nessas operações, além dos agentes das guardas municipais. Foram realizadas abordagens, inspeções de estabelecimentos e dispersão de aglomerações. As 37 conduções, com instauração de TCO, grande parte por perturbação do sossego, pequenas aglomerações e outras infrações sanitárias, foram exceção em um trabalho que transcorreu de forma bastante tranquila. Bares e restaurantes não abriram no Recife Antigo e Sítio Histórico de Olinda, assim como não houve Carnaval nesses locais. Nas praias, em diversos pontos do nosso litoral, também se constatou colaboração e conscientização. A população levou 421 denúncias ao nosso 190, e verificamos a redução das queixas com o passar dos dias do período carnavalesco. Agradecemos por esse apoio da população e aproveitamos para reforçar que a pandemia continua, assim como a presença das autoridades públicas para fazer cumprir os decretos estaduais”, alertou o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua.

Ele complementa que, além das ações contra a Covid-19, os profissionais de segurança estiveram de prontidão para garantir um período com ordem e tranquilidade nas vias públicas. “Foram seis dias de paz social em nosso Estado. Casos de desordem ou violência tiveram pronta-resposta do efetivo, empregado em todos os municípios, do Litoral ao Sertão”, avaliou o secretário.


INTERDIÇÕES E DENÚNCIAS - Entre os dias 12 e 17/02, a Operação Emergência Sanitária fiscalizou 161 estabelecimentos em Pernambuco. Em Jaboatão dos Guararapes, a segurança pública auxiliou o Procon na interdição de uma marina na noite do domingo (14). O local, em Barra de Jangada, estava realizando uma festa clandestina, com banda ao vivo, aglomeração de pessoas e clientes circulando sem máscara. O Corpo de Bombeiros, por meio da Operação Bar Seguro, auxiliou o Procon.

Também no domingo, uma festa clandestina foi encerrada pela Polícia Militra no bairro do Passarinho, Zona Norte do Recife. Após denúncia, equipes do Gati e do 11º BPM foram ao local e constataram a presença de dezenas de pessoas aglomeradas e sem máscaras. O imóvel havia sido exclusivamente alugado para o evento.

Nos seis dias, 2.022 pessoas foram abordadas pelas equipes da segurança pública. Na maioria dessas abordagens, para manter o distanciamento social e solicitar o uso da máscara.

ÁREAS TURÍSTICAS – O Recife Antigo, o Sítio Histórico de Olinda e Porto de Galinhas são áreas protegidas pela Companhia Independente de Apoio ao Turista (Ciatur) da Polícia Militar. De acordo com o comandante da companhia, major Kleber Norberto Amorim, o decreto 50.052/2021, do Governo de Pernambuco, foi fundamental para que os seis dias da Operação transcorressem com tranquilidade. “Tivemos uma baixa concentração de pessoas nos tradicionais polos carnavalescos e nenhuma situação que causasse preocupação ou precisasse de intervenção policial”, explicou o Major Kleber, relatando que a maioria das abordagens foi para orientar sobre o uso da máscara.


#maisjaboatao#jabaotãodosguararapes#sdspe#segurança#prevenção#carnaval#pernambuco

1 visualização