• Da Redação

"A oposição de Jaboatão tem que ser inteligente", defende Fernando Moreira




Segundo o ex-vereador e coordenador do Movimento Popular Jaboatão que nós Queremos, Fernando Moreira, a oposição tem que ser inteligente na construção de uma unidade para construir um projeto de reconstrução de Jaboatão dos Guararapes.


"Esse é o momento de calçarmos a sandália da humildade e nos unirmos na construção de um projeto para 2022 e 2024, pensando em Jaboatão", defendeu o jaboatanense, completando ainda que, em breve, haverá "o primeiro encontro da oposição inteligente".



Confira o teto na íntegra:


A oposição tem que ser inteligente na construção de uma unidade para construir um projeto de reconstrução de Jaboatão dos Guararapes. "Esse é o momento de calçarmos a sandália da humildade e nos unirmos na construção de um projeto para 2022 e 2024, pensando em Jaboatão", defendeu o jaboatanense.


Nos últimos dias, tenho conversado com políticos, lideranças comunitárias e formadores de opinião, sobre a nossa cidade. Conversei com o ex-vereador, Daniel Alves, que ficou em segundo lugar nas últimas eleições. Dialogamos a respeito dos resultados nas eleições e sobre os erros que cometemos. Daniel cumpriu sua missão e desempenhou bem seu papel. Parabéns!.


Desde que começamos com o MPJQ há 10 anos, sempre objetivamos a unidade para a construção de um projeto de reconstrução da cidade. O projeto com a participação de todos e com diversos segmentos da sociedade. Cada um defendendo os seus projetos porque a oposição não é uma pessoa. A oposição é um conjunto de pessoas com vários segmentos da sociedade civil organizada.


Com essa gestão que está aí, com seu modelo e sua forma de governar, a cidade tem que buscar a unidade. Fizemos vários encontros antes da pré-campanha e decidimos que deveríamos ter ,várias candidaturas. Mas três candidaturas com potencial e viabilidade. Precisávamos ter um projeto consistente calçando a sandália da humildade, sem estrelismo. Era preciso que as pessoas entendessem, cada um com seu papel, cada grupo desenvolveu seu papel, mas o que foi que aconteceu nas eleições 2020 em Jaboatão?


Tivemos o candidato Daniel Alves do MDB que se desempenhou muito bem, cumpriu sua missão, bateu as metas. Mas nós precisávamos ter um candidato que tivesse um desempenho maior, que o levasse as eleições para o segundo turno. Se o Silvio Costa ,tivesse sido candidato, nós teríamos tido um segundo turno e com Daniel Alves e o prefeito,. Infelizmente a pandemia assustou e tirou Silvio Costa da disputa e, graças a Deus, ele está vivo, está bem, mas seria um grande candidato.


Dr. Ulisses Tenório deveria ter sido candidato a prefeito do PSB. Se isso tivesse acontecido, nós teríamos tido também um segundo turno com Daniel Alves e o prefeito seria ou Ulisses ou o atua. Foi um grande erro estratégico João Paulo ter ido para Olinda. Se tivesse sido candidato em Jaboatão, teria disputado o segundo turno com o prefeito ou com Daniel, teria ido para o segundo turno.


É bom lembrar que o atual prefeito ganhou as eleições, com menos de cinco por cento dos votos e perdeu para os votos brancos e nulos e abstenção, porque o prefeito que está aí, tem uma rejeição muito grande. Os votos de Daniel Alves foram os votos da rejeição a gestão atual que está administrando a cidade. Então, esse é o momento de calçarmos a sandália da humildade e nos unirmos na construção de um projeto, para 2022 e para 2024, pensando em Jaboatão.


A nossa cidade se discute muito política partidária eleitoral. Temos que ter uma discussão profunda, de políticas públicas, pensar daqui há 12 anos. Precisamos ter um projeto onde nós possamos unir as pessoas e o nome vai surgir. Temos vários nomes, várias pessoas importantes que pensam. Empreendedores que podem governar essa cidade e trazer Jaboatão para os jaboatonenses. Em breve, primeiro encontro da oposição inteligente.


#maisjaboatao#jabatãodosguarrapes#jaboataodosguararapes#política#cavaleiro#pernambuco#eleição#eleições

26 visualizações