top of page

'Não tem culpado, irmão', diz Anderson Ferreira, ex-prefeito de Jaboatão, sobre tragédia das chuvas

Apenas em Jardim Monte Verde, região citada pelo ex-prefeito na sabatina, 17 pessoas morreram soterradas após as chuvas do primeiro semestre deste ano


Do Jornal do Commercio

Foto: Bruno Campos/JC Imagem


Em sabatina na Rádio Jornal na manhã desta última terça-feira (09/08), o candidato a governador pelo PL, Anderson Ferreira, voltou a defender que não se deve procurar "culpados" para as mortes que ocorreram após as chuvas que caíram em Jaboatão dos Guararapes entre maio e junho deste ano. Até março de 2022, Anderson era o prefeito da cidade.


"Na região de Monte Verde foram investidos R$ 10 milhões em muros de arrimo. Quando você vê as imagens, se percebe que havia um muro de arrimo e ele foi engolido pela força da água. Choveu o que não chovia em 30 ou 40 anos. Foi muito tempo", declarou Anderson.


O candidato a governador, contudo, não explicou durante o programa o motivo pelo qual o muro de arrimo não conteve a força das chuvas que a Prefeitura de Jaboatão tinha conhecimento que já havia atingido a cidade em décadas passadas. Apenas em Jardim Monte Verde, região citada pelo ex-prefeito na sabatina, 17 pessoas morreram soterradas após as chuvas do primeiro semestre deste ano.


Após a sabatina, a assessoria de imprensa do candidato foi procurada para que ele explicasse as causas do deslizamento do muro, mas não encaminhou resposta até a publicação desta matéria.


Durante a entrevista, no entanto, Anderson falou sobre outros investimentos feitos na cidade durante a sua gestão, para tentar minimizar problemas causados pela chuva. "Só em muros de arrimo e encostas estão sendo investidos na cidade mais de R$ 63 milhões. Agora faça essa mesma pergunta para o Recife, para o Estado. Porque isso nós conseguimos em parceria com o governo federal", pontuou.


"Nós temos que unir forças, esse trabalho deve ser feito ao longo do tempo pelo governo federal, governo estadual e o município. Jaboatão é a 5ª cidade do Brasil em número de morros. Sabe quantas pessoas moram em morros em Jaboatão? 47 mil. Sabe quantos habitacionais o nosso governo entregou? 2.224 unidades, tirando pessoas dessas áreas de risco e trazendo para habitações. 6 mil famílias foram contempladas, o maior programa habitacional da história de Jaboatão", completou Anderson.


O ex-prefeito disse, ainda, que não se sente responsável pelo que ocorreu na cidade. "A gente tem a sensação de dever cumprido a cada dia. O Estado de Pernambuco todo vivenciou esse momento (as fortes chuvas), Recife, Camaragibe, Olinda. Mas eu não vim aqui pra falar de coisas tristes, eu vim para falar de coisas alegres", observou o postulante ao Governo de Pernambuco


"A gente não pode achar culpados. Seria fácil pra mim chegar aqui e dizer que a culpa era do governo, porque o governo não investiu em Jaboatão, virou as costas para Jaboatão. Poderia culpar o governo federal. Não tem culpado, irmão. O que a gente tem aqui é o dever cumprido de cada ente. A prefeitura fez o seu papel. Sendo que a gente não pode achar culpado de algo que não ocorria há décadas, temos que fazer a nossa parte", finalizou Anderson.


Kommentit


bottom of page