top of page

Micro-ônibus envolvido no atropelamento e morte de fiéis tem dez anos de uso e estava com problemas mecânicos

O atropelamento provocou a morte de cinco pessoas e deixou outras 26 feridas, muitas em estado grave

Do Jornal do Commercio

Foto: Reprodução


O micro-ônibus que ficou desgovernado e, sob condução do motorista, atropelou fiéis em uma procissão em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife Recife, é um veículo velho, com dez anos de uso, e que estava com problemas mecânicos sérios. O atropelamento provocou a morte de cinco pessoas e deixou outras 26 feridas, muitas em estado grave.


A idade veícular do micro-ônibus foi confirmada pela própria Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes, que garantiu, ao mesmo tempo, que, apesar dos anos de operação transportando pessoas, o veículo estava em dia com as regras exigidas pelo município. Tinha o laudo da inspeção técnica veicular do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), realizada há cinco meses e com validade anual.


Mas denúncias feitas por passageiros que utilizam a linha 118 - Marcos Freire/Barra de Jangada revelam que o micro-ônibus estava com problemas mecânicos graves, como a falta de freios, e que seguia para a garagem quando aconteceu o sinistro de trânsito (não é mais acidente de trânsito que se define).


Segundo a denúncia, cujo áudio foi divulgado por familiares das vítimas durante protesto por mais fiscalização do Sistema de Transporte Municipal de Jaboatão dos Guararapes, realizado na manhã desta segunda-feira (01/4), o micro-ônibus já tinha sido colocado para rodar “no tranco”, como se diz popularmente o ato de empurrar o veículo para ligar, e estava apenas com o freio dianteiro. Seguiria para a garagem para passar por reparos.


“O carro estava travado e foram destravá-lo no terminal para que conseguisse chegar na garagem. Ele estava só com o freio dianteiro, que foi enchido de ar para que conseguisse chegar na garagem. Botaram para rodar no tranco e mandaram ir para a garagem. Ele (o motorista) saiu atrás da procissão e ficou em cima da ladeira esperando. Mas quando ele desceu, o freio não funcionou. O carro baixou o balão de vez e ficou sem freio”, diz o áudio.

O veículo foi guinchado para a Delegacia de Prazeres, para perícia do Instituto de Criminalística (I.C.).


O motorista que atropelou e matou os fiéis se apresentou e foi ouvido pela Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) horas após a colisão, ainda no domingo (31). A reportagem não teve acesso ao depoimento, mas há informações de testemunhas que ele ainda tentou socorrer as vítimas, mas quase era agredido fisicamente e, por isso, resolveu sair do local do sinistro de trânsito.


O condutor teria perdido o controle do veículo quando descia uma ladeira na Avenida Barreto de Menezes, no bairro de Marcos Freire, onde acontecia a caminhada Cristo Vive, realizada pela Igreja Nossa Senhora do Perpétuo.


Ao todo, 34 pessoas foram atingidas no atropelamento, das quais cinco morreram (quatro delas ainda no local): três mulheres, de 66, 53 e 51 anos, e dois homens, de 68 e 52 anos. Das 26 internadas, nove estão no Hospital da Restauração, sete no Hospital Dom Hélder, uma no Hospital Otávio de Freitas, uma em hospital particular e seis na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Imbiribeira e duas na UPA do Ibura.


Moradores de Marcos Freire protestaram na manhã desta segunda para denunciar a situação do transporte público que atende ao bairro. Eles atearam fogo em pneus e pedaços de madeira, bloqueando os dois sentidos da PE-017.


Комментарии


bottom of page