• Da Redação

Jaboatão usa drone para monitorar surgimento de manchas de petróleo em praias

A fiscalização da Secretaria Executiva de Meio Ambiente e Gestão Urbana está sendo realizada diariamente nos oito quilômetros das orlas de Piedade, Candeias e Barra de Jangada





Do Diário de Pernambuco

Foto: Divulgação/Prefeitura


O aparecimento de manchas derivadas de petróleo em praias do Litoral Sul de Pernambuco fez aumentar o alerta para o risco de outros locais serem atingidos nos próximos dias. No município de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife (RMR), a fiscalização da Secretaria Executiva de Meio Ambiente e Gestão Urbana está sendo realizada diariamente nos oito quilômetros das orlas de Piedade, Candeias e Barra de Jangada.


Além dos fiscais de meio ambiente, também estão sendo utilizados drone e quadriciclo para identificar com antecedência algum material que se aproxime da costa. A maior preocupação se dá com o risco de os resíduos chegarem à foz do Rio Jaboatão e nos arrecifes. Além disso, esse é o período de desova de tartarugas e as praias de Jaboatão estão entre os principais pontos do Estado.


Na última terça-feira (15), o prefeito Anderson Ferreira já havia feito o alerta sobre a possibilidade de o litoral pernambucano ser atingido e cobrou do Governo Estadual que tomasse uma atitude. Dois dias depois, surgiram grandes volumes na costa do Estado. “Desde que começaram a surgir essas manchas, nos preocupamos com o risco ao meio ambiente e não víamos ações efetivas do Governo do Estado. Tanto que não evitaram que os resíduos chegassem às praias do Litoral Sul”, disse o gestor.

O monitoramento feito pelos fiscais de meio ambiente é feito 24 horas por dia, nos oito quilômetros da orla jaboatonense. O drone utilizado tem um alcance de oito quilômetros e pode chegar a atingir velocidade de 72 km/h. O equipamento sobrevoa o mar para monitorar as possíveis manchas de petróleo.

Também foram firmadas parcerias com pescadores e marinas do município, para comunicarem à Prefeitura do Jaboatão, caso avistem manchas no mar. Os barcos poderão utilizar redes de pesca distribuídas pela Secretaria de Meio Ambiente para arrastar os resíduos até locais onde a remoção possa ser feita com mais facilidade.

Havendo a coleta, o material será destinado a um aterro sanitário que receba resíduos perigosos. A Secretaria também já teve a garantia do Centro Nacional de Riscos e Desastres. Caso algum morador encontre material na praia, pode ligar para os números (81) 99975-5886 / 99291-3767 ou 0800 644 0199.


#maisjaboatao #jaboatãodosguararapes #meioambiente #orla #praia #piedade #candeias #barradejangada

2 visualizações