• Da Redação

Jaboatão: preço do imóvel residencial tem alta de 0,89% em janeiro

Em dezembro, a alta havia sido de 0,19%. Já no acumulado do ano, teve queda de 1,84%. O valor do metro quadrado foi de R$ 4.548.




Do Diario de Pernambuco

Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil


O Recife começa o ano com crescimento no preço de venda do imóvel residencial. A alta registrada em janeiro foi de 0,10%, ainda assim o percentual ficou abaixo do de dezembro de 2020, que foi de 0,59%. O incremento no primeiro mês do ano no estado foi menor do que o registrado na média do Brasil, que foi de 0,35%. Entre as 16 capitais analisadas pelo Índice FipeZap, a alta na capital pernambucana ficou em apenas 12º lugar do ranking. Além disso, no acumulado dos últimos 12 meses, o Recife foi a única capital que teve queda no preço do imóvel residencial, com recuo de 0,28%.

O preço do metro quadrado do imóvel residencial no Recife em janeiro foi de R$ 6.270, abaixo da média nacional de R$ 7.524. O valor na capital pernambucana foi o oitavo mais alto entre as capitais analisadas, mas o mais caro do Nordeste. Rio de Janeiro (R$ 9.470), São Paulo (R$ 9.366) e Brasília (R$ 8.099) apresentaram os maiores valores do metro quadrado. Por outro lado, Campo Grande (R$ 4.306), Goiânia (R$ 4.531) e João Pessoa (R$ 4.544) registraram o menor preço do metro quadrado em janeiro.

No Recife, o bairro que registrou o maior valor de venda do metro quadrado do imóvel residencial foi o Pina, custando R$ 8.183. São José (R$ 8.031), Jaqueira (R$ 7.168), Ilha do Leite (R$ 6.962) e Monteiro (R$ 6.897) completam a lista dos bairros com maiores preços do metro quadrado. Na ponta de baixo do ranking, o Arruda foi o bairro que registrou o menor valor do metro quadrado, de R$ 3.758. Boa Vista (R$ 4.035), Engenho do Meio (R$ 4.162), Derby (R$ 4.181) e Iputinga (R$ 4.198) completam a lista dos mais baratos.

Além das capitais, o Índice FipeZap também monitora outros municípios brasileiros. Em Pernambuco, Jaboatão dos Guararapes também entra lista e registrou aumento de 0,89% em janeiro no preço do imóvel residencial. Em dezembro, a alta havia sido de 0,19%. Já no acumulado do ano, teve queda de 1,84%. O valor do metro quadrado foi de R$ 4.548.

Capitais

Em janeiro, entre as capitais brasileiras monitoradas pelo Índice FipeZap, Maceió foi a que teve a maior alta do preço de venda do imóvel residencial, com 1,82%. A capital alagoana foi seguida de Manaus (1,43%), Curitiba (1,15%), Vitória (0,90%), Florianópolis (0,88%), Goiânia (0,74%), João Pessoa (0,72%), Brasília (0,69%), Porto Alegre (0,62%) e São Paulo (0,46%). Por outro lado, apenas três capitais tiveram queda: Belo Horizonte (-0,53%), Campo Grande (-0,13%) e Fortaleza (-0,13%).


#maisjaboatao #jaboatãodosguararapes #imóvel #economia #pernambuco #brasil

2 visualizações