top of page

Jaboatão dos Guararapes tenta implantar a bilhetagem eletrônica nos microônibus

O processo foi iniciado no ano passado, por meio do Decreto Nº 74, de 30 de junho de 2021

Do Jornal do Commecio

Foto: NE10


Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, tenta, mais uma vez, implantar o Sistema de Bilhetagem Eletrônica no transporte municipal da cidade, operado por microônibus. Nesta segunda-feira (17/10), a prefeitura anunciou que o processo foi oficialmente iniciado com a seleção de uma empresa para implantar o serviço, necessário em qualquer sistema de transporte público porque permite o gerenciamento pelo município, garantindo o cumprimento de regras e a consequente redução dos custos de operação.


Para se ter ideia da importância da ferramenta, a ausência do Sistema de Bilhetagem Eletrônica impediu que Jaboatão dos Guararapes se inscrevesse para receber o Auxílio Transporte Público, a ajuda de R$ 2,5 bilhões dada pelo governo federal para cobrir os custos com a gratuidade dos idosos no transporte público do País.


O município seguirá de fora do Auxílio porque, como explicou a Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes, não haverá tempo hábil para efetivar o sistema de bilhetagem, já que a ajuda federal começou a ser repassada.


O processo foi iniciado no ano passado, por meio do Decreto Nº 74, de 30 de junho de 2021. A prefeitura credenciou uma série de empresas que estariam aptas para implantar a bilhetagem e desde então os permissionários da Rede de Transporte Municipal do Jaboatão - que tem três cooperativas - vinha analisando as propostas.


A empresa mineira Tacom - que operou por muitos anos o sistema de bilhetagem nos ônibus do Grande Recife - foi selecionada pelos operadores para implantar o serviço e a previsão é de que o sistema entre em funcionamento em até seis meses, após a assinatura do contrato, prevista para o próximo mês.


“O Sistema de Bilhetagem Eletrônica é um passo fundamental para garantirmos uma maior qualidade no serviço de transporte municipal. Teremos dados precisos que nos ajudarão a promover as melhorias necessárias do serviço, com o devido planejamento, além de o uso do bilhete ser mais cômodo, agilizar o pagamento, reduzir evasão de receita e a circulação de dinheiro nos microônibus, o que dará mais segurança aos usuários”, destacou o prefeito Mano Medeiros.


Para viabilizar a contratação do novo sistema, dando segurança jurídica e financeira aos operadores, a Prefeitura de Jaboatão precisou prorrogar por oito anos a licença dos 286 permissionários que atuam no sistema e teriam a permissão vencida em 2024. Eles operam 17 linhas.


“Como os equipamentos serão adquiridos pelos próprios permissionários, é necessário que eles tenham garantia de permanecer na operação por tempo suficiente para cobrir o investimento e a empresa se sinta segura na contratação”, esclareceu o prefeito.


A promessa da prefeitura é de que, com a implantação da bilhetagem será possível acompanhar itinerários, intervalos e aproximação das linhas municipais por meio de aplicativo.


Commentaires


bottom of page