• Da Redação

Jaboatão apresenta programa de monitoramento a vítimas de violência

O sistema, pioneiro no estado, foi implementado no município em maio deste ano e tem como objetivo registrar, monitorar e gerenciar os atendimentos às denúncias de supostas violações aos direitos humanos




Da Assessoria de Imprensa

Foto: Divulgação


Uma comitiva formada por representantes do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e da Prefeitura de Olinda esteve, nesta última sexta-feira (20), no Complexo Administrativo da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes para conhecer o Programa de Monitoramento dos Atendimentos a Vítimas de Violência (PMAVV). O sistema, pioneiro no estado, foi implementado no município em maio deste ano e tem como objetivo registrar, monitorar e gerenciar os atendimentos às denúncias de supostas violações aos direitos humanos.


Presente ao encontro, Yelena Monteiro Araújo, procuradora de Justiça e coordenadora da Caravana da Pessoa Idosa do Ministério Público de Pernambuco, parabenizou a gestão pela criação do programa e mostrou interesse em aplicá-lo no estado. “Nossa intenção é fomentar a criação desse tipo de tecnologia, até para aplicar no estado inteiro, já que até hoje esse tipo de levantamento tem sido realizado de forma analógica, o que muitas vezes gera inconsistência nos dados. Com o sistema informatizado fica muito mais fácil fazer a prestação de serviço à sociedade e ter fidelidade nos dados”, avaliou.


A apresentação do sistema jaboatonense foi feita pela secretária municipal de Assistência Social e Cidadania do Jaboatão, Mariana Inojosa, e pelo coordenador de Desenvolvimento da Tecnologia da Informação do Jaboatão, André Luiz. Acompanhados pelo vice-prefeito, Luiz Medeiros, eles mostraram como o sistema realiza o mapeamento virtual e o levantamento das áreas do município com maiores índices de violência. “Nossa missão é minimizar os casos de violência no município. Esse programa nos auxilia na coleta de dados, na prevenção e na idealização de políticas públicas que possam reduzir o número de casos de agressões”, comentou a secretária.


Para Verônica Brayner, secretária-executiva da Mulher e Direitos Humanos da Prefeitura de Olinda, o programa do Jaboatão “é extremamente estruturado”. “O sistema possibilita um retorno imediato das denúncias que são recebidas, o que facilita muito o envio de relatórios. É realmente um programa bem preciso”, disse.


#maisjaboatao #jaboatãodosguararapes #jaboataodosguararapes #violência #prevenção #mppe #pernamuco

2 visualizações