• Da Redação

Ibratec encerra atividades após 25 anos de atividade

Instituição alega que ão conseguimos passar por esta crise que assola o País




Folha de Pernambuco

Foto: Lidiane Mota/Folha de Pernambuco


Os cerca de três mil alunos da Faculdade Ibratec (Unibratec) foram surpreendidos nessa quinta-feira (19) com o anúncio do encerramento das atividades da instituição, que funcionava há 25 anos. Segundo um comunicado compartilhado em grupos de alunos em redes sociais e atribuído à direção da faculdade, o fechamento se deu por questões econômicas. "Infelizmente não conseguimos passar por esta crise que assola o País", diz o texto. Com mais de 40 cursos de ensino técnico, graduação, pós-graduação, certificação e extensão, a universidade funcionava inicialmente na avenida Mascarenhas de Moraes, na Imbiribeira, Zona Sul do Recife. O campus foi transferido em 2016 para a Estrada da Batalha, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife.


No comunicado, postado no perfil da Unibratec no Facebook, a faculdade reforça que pretende não prejudicar nenhum aluno. "Estamos trabalhando para auxiliar na transferência de todos reforçando, assim, o nosso compromisso e respeito que sempre dispensamos aos nossos alunos." A Unibratec ainda afirma que todas as solicitações de documentações, certificados e diplomas deverão ser feitas a partir de 15 de janeiro, via e-mail. Os novos alunos, que deveriam começar as aulas no primeiro período de 2020, serão reembolsados. "Os momentos aqui vividos ficarão eternizados em nossas lembranças. Fica nossa gratidão por todos que passaram e fizeram parte da nossa história", encerra. Em contato por telefone com o Portal FolhaPE, o aluno de Engenharia da Computação Jamerson Lima, de 39 anos, afirmou que os estudantes estão se mobilizando para tentar transferência para outras instituições. "Vamos tentar equivalência de cadeiras, que é o que vai garantir o mínimo de perda e do dinheiro investido", disse. "Ainda é cedo para falar que a faculdade não está dando assistência, pois recebemos a notícia ontem [quinta]", acrescentou. Na manhã dessa sexta-feira (20), alunos, pais de alunos e concluintes de cursos da faculdade se concentraram em frente à entrada da faculdade em busca de resposta e o que ouviram de um funcionário da segurança foi tudo seria respondido por e-mail. Também não era possível o acesso às dependências da instituição. “Pra mim, foi uma grande surpresa porque não foi informado oficialmente a nenhum grupo de alunos”, falou Fábio Freitas, 44, concluinte de pós-graduação. “Eles não nos passam nenhuma informação. Simplesmente dizem que a partir do dia 15 de janeiro vamos poder ter conversas por e-mail. Eu, que já paguei o curso todo, estou dependendo apenas desse diploma”, diz o aluno. Mãe de um aluno, a funcionária pública Rosimere Luquezia, 54, contou que o filho soube do fechamento da faculdade na rede social. “Ontem chegou pelo WhatsApp dos alunos a notícia de que tinha fechado e que depois iam passar faculdades que pudessem aproveitar a grade curricular que ele já tem. A gente chegou e está tudo fechado. O coordenador falou que após o dia 15 podemos pedir transferência” encerra. Irregularidades Em agosto, o Procon autuou a faculdade por irregularidades. Segundo o órgão, a faculdade, instalada em Jaboatão em 2016, não apresentou alvará de localização e funcionamento nem licença ambiental na cidade. Entre as pendências, há um débito de aproximadamente R$ 600 mil junto ao fisco municipal. A faculdade também não possui autorização do Ministério da Educação para oferecer cursos em Jaboatão e não tem atestado regularidade expedido pelo Corpo de Bombeiros.


#maisjaboatao #jaboatãodosguararapes #faculdade #ibratec



0 visualização