• Da Redação

Homem que estuprou funcionária dentro de posto de saúde e outras 13 mulheres é preso

Além dos casos em Paulista, o estupro que houve em Jaboatão, em janeiro de 2021, também foi comprovado que ele foi o autor tanto desse crime, como de outros 13



Do G1 PE

Foto: Foto: Marina Meireles/G1


O homem que estuprou e assaltou uma mulher dentro do posto de saúde em que ela trabalhava, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, e outras 13 mulheres foi preso, segundo a Polícia Civil. A autoria dos crimes foi comprovada através de exames de DNA. Os detalhes da investigação foram divulgadas nesta terça-feira (4). Titular da Delegacia Criança e do Adolescente (DPCA) de Paulista, Mariana Vilas Boas explicou que os crimes eram praticados sempre da mesma forma.

"Esse agressor tinha uma maneira muito peculiar de executar o crime. Todos os crimes foram da mesma forma: ele empregava arma branca, ameaçava as vítimas, subtraía os pertences das vítimas e, em seguida, praticava o estupro", explicou a delegada.


O primeiro dos crimes foi registrado em agosto de 2020 na DPCA de Paulista e, cerca de duas semanas depois, outro com as mesmas características chegou à delegacia. Outros dois estupros foram registrados pela Delegacia de Paulista com o mesmo modo de agir e as investigações foram unificadas.


"O que chamou a atenção da polícia é que, em todo crime de estupro cometido por ele, ele conduzia uma motocicleta. Essa motocicleta era roubada. Há indícios de que ele participava de uma associação criminosa para roubar motos e, em seguida, revendê-las", detalhou Mariana Villas Boas.


Além dos casos em Paulista, o estupro de uma agende de saúde em Jaboatão dos Guararapes, em janeiro de 2021, também foi comprovado que ele foi o autor tanto desse crime, como de outros 13 estupros, segundo a delegada da Mulher de Paulista Larissa Azedo.


"Ele primeiramente observava a vítima e abordava anunciando um assalto primeiramente. [...] Com os registros, trocando informações sobre os crimes com outras delegacias, nós verificamos o modo de agir dele. Foram feitas várias diligências, algumas sigilosas, e verificamos que era o mesmo agressor", afirmou Larissa Azedo.


O homem foi preso após uma tentativa de homicídio em Paulista, em que ele foi agredido pela população, no dia 27 de abril. "A gente vinha observando a forma de agir e cada novo registro. [...] Tomamos conhecimento da prisão e tomamos conhecimento da correlação. Representamos pela prisão preventiva, que foi confirmada pelo juiz da audiência da custódia", explicou Larissa Azevedo.


As delegadas pediram para que as possíveis vítimas desse criminoso procurem uma delegacia para denunciar o caso. Segundo elas, ele foi apontado como suspeito de tentativas de estupro também e outros casos que ainda estão em investigação.

No dia 9 de abril, a Polícia Civil havia divulgado um retrato falado do criminoso. "A gente acredita que tenham mais vítimas. A gente sabe que é muito doloroso para vítima ir até a delegacia, mas a única forma que temos de responsabilizar esse criminoso", disse Larissa Azedo.


#maisjabata #jabatãodosguararapes #jaboataodosguararapes #pcpe #polícia #estupro #pernambuco


0 visualização