• Da Redação

Daniel Alves denuncia Projeto de Lei encaminhado à Câmara de Jaboatão que reduz o auxílio moradia

Atualizado: 7 de jun.

De acordo com Alves, no parágrafo 2º da Lei 342/2009, o valor pode chegar a R$ 400

Foto: Divulgação


O ex-vereador de Jaboatão dos Guararapes, Daniel Alves, chamou o Governo Municipal de "desumano" por ter encaminhado à Câmara Municipal, nesta segunda-feira (06/06), o Projeto de Lei 342/2009 que estabelece auxílio moradia de R$ 300. De acordo com Alves, no parágrafo 2º da mesma lei, o valor pode chegar a R$ 400, em casos de calamidade, a exemplo das fortes chuvas que causaram vítimas e desabrigados na cidade.


Daniel explicou que o texto original define o auxílio de R$ 150. E, diante da atual realidade, a Secretaria de Assistência Social do município poderia repassar o valor mais alto sem precisar enviar à Câmara. Entretanto, reduziu o auxílio para R$ 300.


"O que fez o prefeito desumano? Encaminhou ao Legislativo um projeto que primeiro, revoga, apaga da lei os R$400 e determina apenas R$300. Usa as redes sociais e os meios de comunicação para dizer que vai repassar R$ 1.500. Esse é um recurso estadual, anunciado durante coletiva de imprensa ao lado dos prefeitos da Região Metropolitana", afirmou.


Daniel completou ainda que a atual gestão municipal quer garantir o auxílio apenas aos que estão nos abrigos, entre o período de 25 de maio a 1º de junho, mas existem outras famílias que precisam ser beneficiadas: "Muitos perderam tudo mas continuam na casa de parentes ou voltaram. A Prefeitura precisa ser responsável por ajudar toda a população que perdeu seus bens materiais e, inclusiva, a vida de parentes".


#maisjaboatao #jaboatãodosguararapes #jaboataodosguararapes #chuvas #granderecife #rmr #mppe #pernambuco