• Da Redação

Daniel Alves denuncia a falta de ações em combate ao coronavírus em Jaboatão

Segundo ele, o município é o segundo com maior número de mortes do estado, tendo atualmente, cerca de 100 pessoas de nossa cidade, internados em leitos de UTI´s

Do Fala PE

Imagem: Divulgação


Com 1.120 mortes pelo novo coronavírus (Covid-19), sendo o 2º município do estado de Pernambuco, no ranking com maior número de mortes pelo vírus, Jaboatão dos Guararapes sofre com o fechamento do hospital de campanha. O município, que recebeu do governo federal mais de R$ 60 milhões para o tratamento e combate ao coronavírus, inaugurou, no mês de maio do ano passado, um Centro de Triagem e Tratamento do Coronavírus (CTTC), que disponibilizava 131 leitos de retaguarda.

Com um mês e 15 dias de funcionamento, o CTTC fechou, após a conselheira do Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE), Teresa Duere, encontrar irregularidades no contrato de seis meses, no valor de R$ 23,4 milhões, com o Instituto Humanize de Assistência e Responsabilidade Social, que faria a execução das ações e serviços de saúde do Centro. Na época, a Polícia Federal agiu no município, com a operação “Desumano”, por mau uso do dinheiro público no combate e enfrentamento ao novo coronavírus. Já a prefeitura, informou que fechou o CTTC em virtude da desaceleração na curva dos casos de coronavírus. Fato contestado por Daniel Alves, principal adversário político do prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira.

“Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde de Jaboatão dos Guararapes, o município possuí 20 leitos para atender os pacientes com casos graves da Covid-19. Porém, nosso município é o segundo com maior número de mortes do estado, tendo atualmente, cerca de 100 pessoas de nossa cidade, internados em leitos de UTI´s. Ou seja, 80 destes pacientes estão em leitos do Recife e/ou do estado, porque nossa cidade não disponibiliza destas vagas, uma vez que nosso hospital foi fechado, e o número de casos só tem aumentado”, disse Daniel.

Ainda de acordo com Daniel, o município também sofre com a negligência da administração do prefeito Anderson Ferreira (PL), à frente do Poder Executivo Municipal, em relação a outras questões relacionadas ao novo coronavírus. “Jaboatão não tem lugar de tratamento para os pacientes, nem testagem; muito menos, ações educativas, preventivas e restritivas. A única coisa que acontece é a vacinação, e isso, porque vem do governo federal. Sentimos que a cidade está desgovernada”, frisou Daniel.

O Portal Mais Jaboatão está à disposição da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes enviar uma nota de resposta.

#maisjaboatao #jaboatãodosguararapes #política #pandemia #covid19 #coronavírus #pernambuco

1 visualização