top of page

Controladoria Geral do Jaboatão conquista o 3° lugar no Prêmio Nacional Não Aceito Corrupção

A gestão conquistou em reconhecimento ao trabalho desenvolvido em parceria com a Ouvidoria do município com o Projeto “Conduta Consciente, Punição Ausente”

Foto: PMJG/Assessoria de Imprensa


A Controladoria Geral do Jaboatão dos Guararapes (CGM) recebeu o Prêmio Nacional Não Aceito Corrupção, nesta segunda-feira (25), na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, sendo a única representante do Nordeste. A CGM conquistou o 3º lugar na categoria Governança Corporativa. O Prêmio é uma iniciativa nacional do Instituto Não Aceito Corrupção e visa estimular estudantes de graduação e pós-graduação, jornalistas, gestores públicos e empresários a aprofundar a discussão sobre conceitos e soluções práticas relacionadas ao combate à corrupção.


A Controladoria Geral do Jaboatão dos Guararapes conquistou o prêmio pelo trabalho desenvolvido em parceria com a Ouvidoria do município com o Projeto “Conduta Consciente, Punição Ausente”. A ação busca fomentar uma cultura de integridade e ética no âmbito municipal, investindo em ações preventivas de combate à corrupção. Na 4ª Edição do prêmio, foram inscritos 238 trabalhos em seis categorias, como academia, tecnologia e inovação, governança corporativa, jornalismo investigativo, comunicação local e experiência profissional.


Os trabalhos vencedores serão publicados em um livro eletrônico e poderão ser replicados por empresas e entidades públicas e privadas de todo país. "O objetivo, após o prêmio, é aplicar na prática as propostas vencedoras, oferecendo ao governo, à iniciativa privada e ao terceiro setor novas ferramentas de combate à corrupção", explicou o presidente do Instituto Não Aceito Corrupção, Roberto Livianu.


Pricylla Lopes, subcontroladora do Jaboatão dos Guararapes, que participou do evento juntamente com Isabela Guedes, corregedora geral, comentou a importância da premiação para a CGM. “Para a Controladoria Geral do município, o prêmio representa o reconhecimento de um esforço coletivo, realizado por servidores dedicados, que trabalham diariamente para estabelecer uma gestão pública ética e comprometida com os princípios da transparência e da integridade”, comentou.

コメント


bottom of page