• Da Redação

Bombeiros encontram corpos de pai e filha abraçados em casa de família atingida por barreira

Além deles, já haviam sido localizados o outro filho do casal, um adolescente de 16 anos, e a mãe, de 36 anos




Do G1 PE

Foto: Giuliano Roque/TV Globo


Os corpos de pai e filha que estavam desaparecidos após um deslizamento de barreira em Cavaleiro, Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, foram localizados neste sábado (15). Segundo a equipe de buscas do Corpo de Bombeiros no local, os dois morreram abraçados no sofá da casa. Além deles, já haviam sido localizados o outro filho do casal, um adolescente de 16 anos, e a mãe, de 36 anos.


O Corpo de Bombeiros trabalhava desde o começo da noite da quinta-feira (13) para localizar os quatro. Foram mais de 36 horas de atuação até localizar as vítimas, todas da mesma família.


O solo encharcado e o risco de deslizamento dificultaram o trabalho para encontrar os corpos do carregador Osvaldo Pessoas de Siqueira, 39, e da filha caçula do casal, Isabele Pessoa de Siqueira, de 12 anos.


As buscas foram acompanhadas de perto pela família. Alguns parentes tiveram de ser amparados quando as mortes do pai e da filha foram confirmadas. A autônoma Mirian da Silva, irmã da mãe dos dois adolescentes, Sílvia Regina da Silva, agradeceu a todos que participaram das buscas.


Os bombeiros utilizaram retroescavadeira e demoliram o que restou do imóvel onde a família vivia para ampliar as buscas. Por volta das 9h30 deste sábado, os dois foram localizados sem vida no sofá, segundo informou o Corpo de Bombeiros no local.

O arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, foi até a localidade para prestar solidariedade à família. "O governo municipal e estadual têm que ter uma atenção especial a essa área. Nós vemos que tem casas lá no alto da barreira. E o inverno está só começando", afirmou o religioso.


O superintendente de Defesa Civil de Jaboatão, Artur Paiva, explicou que cerca de 5 toneladas de barro desceram atingindo a casa. Segundo ele, a prefeitura vai realizar um projeto para a área, embora medidas emergenciais devam ser feitas.


"Providenciamos um projeto emergencial para poder intervir. [...] Aquelas casas que estão ali em cima, nós estamos monitorando", declarou Paiva, sem dar datas, no entanto.


#maisjabotatao#jaboatãodosguararapes#jaboataodosguararapes#chuvas#muribeca#marcosfreire#rmr#granderecife#pernambuco

1 visualização