top of page

Bombeiro de folga salva recém-nascido que estava engasgado dentro de elevador em Jaboatão

O incidente ocorreu no domingo, 21 de janeiro, em um edifício no bairro de Candeias

Do Portal de Prefeitura

Foto: Redes Sociais


Uma bebê com apenas 20 dias de vida foi salva de um episódio de engasgo dentro de um apartamento, graças à intervenção de um bombeiro que, por coincidência, estava de folga. O major Eduardo Lopes, do Corpo de Bombeiros, estava descendo de elevador com seu filho quando o equipamento parou no 12º andar do prédio, onde a mãe da recém-nascida aguardava para descer e buscar de ajuda. O incidente ocorreu no domingo, 21 de janeiro, em um edifício no bairro de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife.


As imagens do vídeo capturaram o momento em que Eduardo estava levando seu filho para brincar e foi surpreendido pela mãe Simone Roriz, que segurava a pequena Beatriz no colo.

Quando percebeu que a bebê estava se engasgando, o bombeiro aplicou a Manobra de Heimlich para desobstruir a garganta da recém-nascida. Após apoiá-la em sua perna, ele a colocou de cabeça para baixo, aproveitando a ajuda da gravidade para desengasgá-la, dando tapinhas nas costas.


A mãe da recém-nascida relatou que o engasgo aconteceu quando ela trocava a fralda da filha, quando ela golfou e se engasgou. Vi que era como se fosse um refluxo, o leite começou a sair, e veio um engasgo. Coloquei ela em pé, para ver se descia. […] Comecei a fazer os primeiros socorros, mas vi que não estava tendo sucesso, não estava conseguindo, e, nisso, o nervosismo também estava aumentando”, disse.


Então, a mãe resolveu pegar o elevador para descer até o hall do prédio e pedir ajuda. No caminho, encontrou com o major, que ela não conhecia. Assim, a mãe optou por utilizar o elevador para descer até o hall do prédio e buscar ajuda. No caminho, deparou-se com o major, que ela não conhecia. “Eu entreguei a neném para ele e eu vi que ali ele já estava fazendo de maneira correta. […] Foi me dando um alívio porque fizeram uma respiração boca a boca. Ela foi voltando, chorou, o rostinho dela foi ficando normal”, afirmou Simone. A recém-nascida foi salva em pouco mais de um minuto da ação do militar.


“A gente só tem a desejar gratidão porque, naquele momento, foi de extrema importância o procedimento que o major fez, salvou a vida da minha filha. Seremos eternamente gratos a ele e a Deus também. Ele estava na hora certa e no lugar certo”, disse a mãe.


コメント


bottom of page