• Da Redação

Após ser encontrado em canavial, corpo do taxista que estava desaparecido é enterrado em Jaboatão

Vítima foi encontrada em um canavial, no município de Ipojuca, no Grande Recife



Do Jornal do Commercio

Foto: Tião Siqueira/JC Imagem


O corpo do taxista José Edilson da Silva, de 51 anos, que estava desaparecido desde a ultima sexta-feira (8), foi enterrado nesta sexta-feira (05/01), no Memorial Guararapes, em Jaboatão dos Guararapes, Grande Recife. Ele foi encontrado em um canavial, no município de Ipojuca, no Grande Recife.


A ossada foi localizada nas terras do Engenho Água Fria. Mas, como o corpo do taxista estava em avaçado estado de decomposição, o reconhecimento só fo ipossível depois que peritos compararam as digitais com os documentos de José Edilson, que foram levados até o Instituto Médico Legal (IML) do Recife por familiares do taxista.


Além do corpo, alguns objetos também foram encontrados no canavial. O carro do taxista foi localizado carbonizado na sexta-feira (8), próximo à Estação Santo Inácio do Cabo de Santo Agostinho, também no Grande Recife.


De acordo com a família de José Edilson, ele sumiu depois ter sido chamado para realizar uma corrida até o bairro de Nossa Senhora do Ó, em Ipojuca, na Região Metropolitana do Rrecife.


A filha do taxista, Édila da Silva, falou sobre a perda do pai. " A gente tinha muita esperança de encontrá-lo com vida, mas infelizmnte não foi esse o desfecho que os amigos e a família tiveram. A gente tem certeza que não foi um assalto, porque isso seria muito trabalhoso e arriscado para um assalto, mas não temos nenhuma ideia do que aconteceu", concluiu.


"Queria agradecer a todos que nos apoiaram, é uma perda grande para nossa família e amigos, mas também agradecemos a Deus pela pessoa que ele foi", disse a esposa do taxista, Edna Lima. A delegacia de homicídeios do Cabo responsável pela investigação.



#maisjaboatao #jaboatãodosguararapes #polícia #cabodesantoagosstinho

6 visualizações